slide-slick

sexta-feira, 1 de março de 2019

Lidos e Recebidos: Mês de Fevereiro


Vamos conferir os livros que chegaram por aqui em Fevereiro.  Aproveitando a oportunidade mostrarei também os livros que li durante o mês.  Alguns já tem resenha por aqui.  Espero que curtam as dicas de leitura e sugestões de livros.

Recebidos em Fevereiro:


Vejo você no espaço
Autor:  Jack Cheng
Editora Intrínseca
Recebido da Rudynalva
do blog Alegria de amar e viver o que é bom

Alex tem onze anos e adora o espaço sideral, foguetes, sua família e seu cachorro, Carl Sagan - uma homenagem a seu maior herói, o astrônomo autor de Cosmos e Pálido ponto azul. A missão de vida de Alex é enviar seu iPod dourado para o espaço, do mesmo jeito que Sagan (o cientista, não o cachorro) enviou os Discos de Ouro nas sondas Voyager, em 1977, com sons e imagens da Terra, a fim de mostrar aos extraterrestres como é a vida no nosso planeta. Por isso, Alex constrói um foguete. E por isso ele viaja do Colorado ao Novo México, de Las Vegas a Los Angeles, gravando tudo o que acontece pelo caminho. Ele encontra pessoas incríveis, gentis e interessantes, desencava segredos e descobre que, mesmo para um menino com uma mãe complicada e um irmão ausente, família pode significar algo bem maior do que se imagina. Um livro tocante e delicioso sobre aprendermos a discernir realidade e aparências, Vejo Você No Espaço é uma lição de que família também se constrói e de que, com honestidade, força e amor, nos tornamos tão grandes quanto o próprio universo.


Uma estranha em casa
Autora:  Shari Lapena
Editora Record
Recebido da Fernanda Assis
do blog Viagem Literária

Karen Krupp acorda no hospital, sem ter a menor ideia de como foi parar nele. Tom, seu marido, diz que a porta estava destrancada quando ele entrou em casa, as luzes acesas, e que a esposa provavelmente saiu às pressas quando estava preparando o jantar, pelo que ele viu na cozinha. Karen perdeu o controle do carro enquanto dirigia a toda a velocidade e bateu de frente num poste. O mais estranho: o acidente aconteceu num dos bairros mais perigosos da cidade.

A polícia suspeita de que Karen esteja envolvida em algo obscuro, mas Tom tem certeza de que não. Ele está casado com ela há dois anos, conhece muito bem a mulher. Será mesmo? Vai perguntar tudo a Karen quando chegar ao hospital, depois de dizer que a ama e que está feliz por ela ter sobrevivido, é claro. Mas Tom não obtém resposta nenhuma... porque ela não se lembra de absolutamente nada.


Loney
Autor:  Andrew Michael Hurley
Editora Intrínseca
Recebido da Natália Eiras
do blog Perdida na Biblioteca

Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno numa extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como Loney, Smith é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era criança e visitou o lugar.
À época, a mãe de Smith arrastou a família para aquela região numa peregrinação de Páscoa com o padre Bernard, cujo antecessor, Wilfred, morrera pouco tempo antes. Cabia ao jovem sacerdote liderar a comunidade até um antigo santuário, onde a obstinada sra. Smith crê que irá encontrar a cura para o filho mais velho, um garoto mudo e com problemas de aprendizagem.
O grupo se instala na Moorings, uma casa fria e antiga, repleta de segredos. O clima é hostil, os moradores do lugar, ameaçadores, e uma aura de mistério cerca os desconhecidos ocupantes de Coldbarrow, uma faixa de terra pouco acessível, diariamente alagada na alta da maré. A vida dos irmãos acaba se entrelaçando à dos excêntricos vizinhos com intensidade e complexidade tão imperativas quanto a fé que os levou ao Loney, e o que acontece a partir daí se torna um fardo que Smith carrega pelo resto da vida, a verdade que ele vai sustentar a qualquer preço.
Com personagens ricos e idiossincráticos, um cenário sombrio e a sensação de ameaça constante, Loney é uma leitura perturbadora e impossível de largar, que conquistou crítica e público. Uma história de suspense e horror gótico, ricamente inspirada na criação católica do autor, no folclore e na agressiva paisagem do noroeste inglês. 


Pax
Autora:  Sara PennyPacker
Editora Intrínseca
Recebido da Natália Eiras
do blog Perdida na Biblioteca

Peter e sua raposa são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas.
Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, de explorar sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos.
Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.



A última princesa
Autora:  Galaxy Craze
Editora Id
Recebido da Natália Eiras
do blog Perdida na Biblioteca

Quando um revolucionário implacável decide tomar o poder, ele faz da família real seu primeiro alvo. Muito sangue é derramado no Palácio de Buckingham e apenas a Princesa Eliza, de 16 anos, consegue escapar. Determinada a matar o homem que destruiu sua família, Eliza se junta às forças inimigas, disfarçada. Ela não tem mais nada pelo que viver a não ser vingança. Até conhecer alguém que lhe ajuda a lembrar o que é ter esperança – e amar – outra vez. Agora ela precisa arriscar tudo para que ela não se torne...





A casa dos Deuses - Portais da Liberdade #1
Autor:  José Leonídio
Editora Autografia
Recebido:  Andrea Drummond

A Casa do Deuses é fruto de uma pesquisa histórica sobre a interação entre os Tupinambás, africanos, ciganos, judeus e a transmissão oral dos seus valores culturais, de sua história e sua preservação. A Obra é uma pentalogia sob a forma de romance que envolve essas interações entre o século XVI e XX. Os romances se referem a cada século e tem por objetivo contar a história da Guanabara na ótica dos infames. Todos os volumes que da Casa dos Deuses, são independentes, não são histórias construídas em capítulos e sim a forma como a transferência dos valores nativos, um patrimônio cultural imaterial que foram sendo passadas através dos séculos, dentro do conceito literário do Realismo Mágico.


A flecha de fogo
Autor:  Leonel Caldela
Jambô Editora
Recebido:  Jambô Editora

Ele está chegando.
A profecia nos avisou que, com o eclipse, viria o Arauto da Destruição, tingindo os campos de vermelho. Ele já destruiu o Reino dos Elfos com seu exército de monstros. Só existe uma coisa que pode detê-lo, mas ninguém sabe o que é.
Passei minha vida toda estudando a profecia. Todos nós dedicamos cada minuto a tentar decifrá-la, em busca de uma arma, de uma esperança. Mas a última barreira caiu e ele está chegando.
A sombra da morte cobrirá nossos reinos, a menos que alguém responda a pergunta que nos atormenta desde o início.
O que é a Flecha de Fogo?


Línguas de Fogo
Autor:  Karen Soarele
Jambô Editora
Recebido:  Jambô Editora

Aisling é uma jovem camponesa que vive numa área remota de Vulcannus, o reino mais poderoso de Myríade.
Entretanto, um acontecimento vem para mudar completamente sua vida: seu melhor amigo, Dharon, é ferido em batalha enquanto tentava protegê-la, e a única chance que ela tem de salvá-lo é deixar para trás tudo o que conhece e atravessar a fronteira até o território inimigo, onde pode encontrar o antídoto para o veneno que o consome.
Em sua jornada, Aisling se defrontará com diversos perigos, descobrirá que toda história possui mais de um ponto de vista e aprenderá que nas amizades verdadeiras está a força para seguir pelo caminho correto.


Ledd
Autores:  J. M. Trevisan e Lobo Borges
Jambô Editora
Recebido:  Jambô Editora

Ledd está na prisão mais temida do mundo, mas não faz ideia de seus próprios crimes. Não sabe quem é, não lembra de seu passado. Uma misteriosa tatuagem em sua mão direita brilha com estranhos poderes. Com o mago Ripp, a bela e corajosa Drikka e o ogro Horlogh, o jovem guerreiro buscará a verdade sobre si mesmo e suas origens. Mas, no caminho de Ledd, está o violento reino de Yuden e seus odiosos militares — entre eles o implacável Coronel Barba Branca.

Ledd é um mangá ambientado em Tormenta, mesmo cenário de Holy Avenger, O Inimigo do Mundo e diversas outras obras. Este álbum reúne os episódios 1 a 4 da história, além de trazer conteúdo extra e exclusivo!



A caverna do ladrão
Autores:  Rodolfo Santullo e Jok
Jambô Editora
Recebido:  Jambô Editora

O novo álbum de 96 páginas, em preto e branco, do roteirista chileno Rodolfo Santullo e do artista argentino Jok (os mesmos responsáveis por Quarenta Caixões), desta vez com histórias de ação divertida, crimes complicados e humor sarcástico, numa mistura dos filmes de Quentin Tarantino com Senhor dos Anéis (ficou confuso com essa mistura?). Veja os “trabalhos” e golpes atrapalhados de Bolgir Mãosleves e Ednor, o Perguntador (e outros personagens de reputação igualmente questionável que vão surgindo no decorrer do encadernado), em sete histórias de crimes elaborados (ou nem tanto), perseguições e encrencas, tudo em um cenário de fantasia com magos, raças fantásticas e lugares cheios de magia.


O que é lugar de fala?
Autora:  Djamila Ribeiro
Editora Letramento
Recebido da Maria Ferreira
do blog Impressões de Maria

Muito tem se falado ultimamente sobre o conceito de lugar de fala e muitas polêmicas acerca do tema têm surgido. Fazendo o questionamento de quem tem direito à voz numa sociedade que tem como norma a branquitude, masculinidade e heterossexualidade, o conceito se faz importante para desestabilizar as normas vigentes e trazer a importância de se pensar no rompimento de uma voz única com o objetivo de propiciar uma multiplicidade de vozes. Partindo de obras de feministas negras como Patricia Hill Collins, Grada Kilomba, Lélia Gonzalez, Luiza Bairros, Sueli Carneiro, o livro aborda, pela perspectiva do feminismo negro, a urgência pela quebra dos silêncios instituídos explicando didaticamente o que é conceito ao mesmo tempo em que traz ao conhecimento do público produções intelectuais de mulheres negras ao longo da história. Em Aprendendo com o outsider within: a significação sociológica do pensamento feminista negro, Patricia Hill Collins fala da importância das mulheres negras fazerem u m uso criativo do lugar de marginalidade que ocupam na sociedade a fim de desenvolverem teorias e pensamentos que reflitam diferentes olhares e perspectivas. Pensar outros lugares de fala passa pela importância de se trazer outras perspectivas que rompam com a história única.




Lidos em Fevereiro:


O ainda não dura para sempre
Autor:  Amauri Rodrigues
Editora Kiron
Recebido da Editora Kiron


Situada nos confins de Pacó Baçu, a pequena cidade de Vila K. Fundós é palco das ações de personagens simples, mas, nem por isso, simplórios, que tecem o cotidiano desse país marcado por idiossincrasias sui generis. Neste espaço ficcional, personagens negros protagonizam acontecimentos, nos quais, de forma inédita na literatura brasileira, eles se desdobram como indivíduos com voz, com vez e sem cor, repelindo o culto ao estereótipo, sem cair no panfletário. O ainda não dura para sempre tem seu principal eixo temático centrado na ambiguidade vivida pela Venda configurada entre a sua dimensão física e a dimensão ideológica do Armazém. É nesta perspectiva dialética que o texto critica e questiona a pretensa hegemonia de discursos policialescos, controladores e cerceadores do direito à dissensão, com os quais seus adeptos estigmatizam pessoas e pensamentos destoantes do viés politicoideológico dos discursos que proferem.




A praça do mercado
Autor :  Jorge Sá Earp
Editora 7 Letras
Recebido da Oasys Cultural
Confira a resenha

As histórias de Jorge Sá Earp têm um sabor próprio, sofisticado, com um intertexto de referências explí¬citas ou ocultas – das artes plásticas, da música, do cinema, da literatura – e ao mesmo tempo a fluência de uma narrativa impecável, que conduz o leitor pelos cenários e diálogos como num filme. O autor tran¬sita com desenvoltura pelos mais diversos cenários, do grand monde ao submundo, desvelando amores improváveis ou impossíveis, e capturando com precisão os matizes e as sutilezas das relações humanas. Por trás de cada enredo, a prosa




 
Desperte a sua fé e seja feliz
Autor:  Luiz Cláudio Siqueira
Editora Autografia
Recebido de Andrea Drummond
Confira a Resenha



As pessoas cheias de fé são mais otimistas, mais tranquilas, mais pacientes, mais amorosas, mais sábias e, por isso mesmo, mais felizes. Desperte A Sua Fé E Seja Feliz vai te mostrar que você também pode ter uma vida cheia de paz e alegria, aproximando-se de Deus e enchendo o seu coração de amor.





Na sombra do mal
Autor:  Newton Gondim
Editora Kiron
Recebido da Editora Kiron
Confira a resenha



Auschwitz abrigara centenas de judeus assassinados nas câmaras de gás e fornos crematórios; caíra nas mãos das tropas russas. Josef Mengele, o médico conhecido como o anjo da morte, consegue fugir para América do Sul, contando com o apoio da Die Spinne, a rede de proteção a criminosos nazistas. Disfarçado como um importante empresário alemão, com o nome de Helmut Gregor, conhece um casal de dançarinos de tango que animavam as noitadas do navio que o levava à Argentina, onde sonhava em retornar suas pesquisas científicas com a ideia insana de reconstrução do 4º Reich formado por uma super raça ariana. Seus sonhos começaram a desmoronar quando as agências de inteligências saíram ao seu encalço, obrigando-o a fugir, deixando rastros de sangue onde passava. Porém, ninguém tinha melhores razões para capturá-lo do que os israelenses que o queriam levar a tribunal como Adolf Eichmann. Foi quando Haim Busquila entrou em ação. Em “Na sombra do mal”, o autor brinda o leitor com uma viagem aos limites da ficção e da realidade. Uma leitura simples e atraente.

Continuem ligadinhos por aqui.  Março tem mais!

Um comentário:

  1. Evandro!
    Parabéns pelos recebidos e pelas leituras feitas.
    Um dia consigo parceria com a Editora Jambô...kkkk
    Gostei da postagem.
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Deixe sua mensagem, é muito bom saber sua opinião.