slide-slick

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Resenha: O Orfantato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Leya)

Meus caros cidadãos, apresento-lhes a senhorita Peregrine e suas crianças peculiares!


O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares é o primeiro livro da série de sucesso de Ransom Riggs.  O best-seller está de cara nova nessa edição da Editora Leya.  A capa ganhou cores, trazendo as personagens do longa de Tim Burton, inspirado livremente no livro.   Embora bonita,  eu ainda prefiro a capa original : misteriosa e assustadora.

 Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum 
quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo

Jacob sempre gostou de ouvir as histórias fantásticas de seu avô, Abraham PortmanAbe, como era conhecido o avô, havia crescido em um orfanato, localizado em uma pequena ilha do País de Gales.   Ele também havia lutado em guerras, viajado por oceanos, mares e desertos, sabia tudo sobre armas e defesa pessoal e falava diversas línguas. Era mesmo um grande herói.

  Às vezes tudo o que você precisa fazer é cruzar uma porta.

Abraham lhe contava sobre o Orfanato da Srta Peregrine e também sobre as crianças peculiares que viviam nele.  As fotos antigas, amassadas e amareladas pelo tempo, guardadas por anos dentro de uma velha caixa de charutos, mostravam a importância daquela época para sua vida.  O autor tem um grande fascínio por objetos e fotos antigas e foi devido à essa paixão que um editor sugeriu
escrever um livro inspirado nas fotos de sua coleção particular.  A ideia deu super certo e as fotos se integraram  perfeitamente ao enredo, contribuindo para a formação de uma atmosfera mágica, misteriosa e fantástica.

Diante da imaginação de Jacob, as crianças com características e poderes tão especiais se tornaram mágicas como personagens de contos de fadas.   Porém, Abe também contava sobre os monstros e perigos que havia enfrentado.   As histórias aos poucos tornaram-se pesadelos, até que, com o passar dos anos, Jacob passou a duvidar dos casos narrados pelo avô, que parecia apenas uma forma de esquecer os terríveis anos de sua infância.

Eu costumava sonhar em fugir da minha vida comum, 
mas minha vida nunca havia sido comum. 


Aos quinze anos, Jacob teve que enfrentar uma situação trágica envolvendo o Vovô Portman que lhe disse em segredo: "Vá para a ilha (...).  Aqui não é seguro.  Encontre a Ave.  Na fenda.  Do outro lado do túmulo do homem velho.  Três de setembro de 1940.  Emerson... a carta.  Conte a eles o que aconteceu."


Abalado com o acontecimento, e seguindo a orientação do psicanalista Dr. Golan, para que pudesse conhecer a real história do avô e superar seus traumas, Jacob parte com o pai para Cairnholm, uma pequena ilha, na costa do País de Gales, com a intenção de encontrar vestígios do antigo orfanato onde vivera o avô.


Houve tempo em que podíamos nos misturar abertamente com as pessoas comuns.

Chegando lá, Jacob percebe que há muitos mistérios que pairam sobre o lugar e se torna parte importante de uma grande aventura envolvendo perigos e peculiaridades.   Um novo mundo se apresenta diante de seus olhos e, agora, ele terá que lutar contra inimigos perigosos e fazer uma escolha que poderá mudar para sempre sua vida.

Se eu nunca voltasse para casa, o que ficaria faltando?

O roteiro adaptado para o cinema traz mudanças significativas nos acontecimentos e até mesmo nas personagens principais, gerando um leve desconforto em quem espera encontrar uma certa fidelidade ao livro.  Apesar do incômodo com as mudanças, nem sempre sutis, espero ver os outros dois volumes nas telonas, afinal a magia do cinema continua tendo seu valor.


O livro é narrado em primeira pessoa.  A edição é bem bonita, com páginas amareladas e diversas fotografias.  Suas 336 páginas são estampadas por letras bem pequenas, o que para alguns pode atrapalhar bastante a leitura.  Embora as fotos na edição passem um clima de terror, o enredo está mais ligado ao universo fantástico de uma aventura ao bom estilo sessão da tarde, o que pode decepcionar alguns leitores que foram influenciados pelo clima assustador e misterioso das fotos.  Eu indico o livro para aqueles que curtem uma boa aventura infanto-juvenil. 


O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares
http://geral.leya.com.br/pt/Autor :  Ransom Riggs
Tradução : Edmundo Barreiros e Márcia Blasques
Editora:  Leya
4ª Edição
Páginas : 336
ISBN 978-85-441-0474-3



Onde Comprar

Capa Original

http://compre.vc/v2/3106918b232

http://compre.vc/v2/310b672129d


Capa Filme

http://compre.vc/v2/310410b437f

http://compre.vc/v2/310ac58481b


25 comentários:

  1. Tenho esse livro na minha estante em lista de espera para ser lido, tenho muita curiosidade com ele, o filme ficou muito aquém das minhas expectativas.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  2. olá tudo bem ? Não conhecia o Ranson Reggs e nem sua obra , a capa ficou muito bonita nessa edição da editora Leya , a resenha está otima e já quero ler o orfanato da senhora Peregrine . Bjss

    ResponderExcluir
  3. As capas dos livros são bonitas mas concordo com você a capa original é mais misteriosa e assustadora. A história é recheada de mistérios,suspense, terror, gostei muito das fotos ilustrada no livro, a história impressiona, abraços.

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei muito desse livro mas não li as continuações. Assiti ao filme também mas me decepcionei um pouco...
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
  5. Confesso que ainda nem assisti ao filme, pois em geral acredito ser destinado ao publico mais jovem, entre tanto vi muitos comentários indicando que os livros são infinitamente superiores ao filme.
    abraços.

    ResponderExcluir
  6. Eu gostei bastante do livro, mas ainda não tive tempo de ler o segundo e isos está me matando :/ Gosto de concluir logo a história e quero muito saber o que aconteceu!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Evandro, apesar das resenhas que tenho lido sobre essa obra, ainda não li e nem assisti ao filme. Uma das minhas sobrinhas leu um dos livros para um trabalho escolar, mas não acompanhou a série. Obrigada pela recomendação!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Eu vi o filme, confesso que não li o livro mas eu fiquei apaixonada nessa história. Claro, que o livro é geralmente MUITO MELHOR que os filmes que são inspirados né? Concordo com você, em relação a capa. A original é muito mais bonita!

    ResponderExcluir
  9. Bom dia como vai? Confesso que ainda nao conhecia o livro, porem gostei bastante da sua abordagem, me parece uma ótima dica de leitura que nos envolve bastante, ótima dica, ja anotei o nome aqui, beijos

    ResponderExcluir
  10. olá!
    Eu ainda não li o livro mas já assisti o filme. Achei bem interessante a história, cheia de mistérios, bem do jeito que eu gosto!
    Adorei a dica!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro, e fiquei bem curiosa pq eu gosto de contos que envolver mistérios assim! Vc fica bem preso a leitura. A capa está linda ! O enredo da história muito bom!

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia esse autor,amei bem interessante a história,daqueles livros que nos faz viajar através da história,que nós envolve de uma tal maneira que sentimos dentro da história contada,Amei mesmo.
    Bjs
    http://www.divamodaefotografia.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá! Adorei o post, a resenha ficou ótima.
    Também não conhecia o autor, mas me inspirou a curiosidade.

    ResponderExcluir
  14. Oi Evandro, tudo bem? Lembro a primeira vez que vi esse livro na livraria. A capa mais antiga com certeza é mais assustadora, quando folheei as páginas vi as imagens antigas e isso me deixou bem curiosa. Nem tinham pensado ainda em criar o filme. Aquelas imagens em P&B dava uma impressão de hospitais antigos, manicômios, me lembrou um pouco AHS. Talvez por isso nunca comprei pra ler (risos). Muito tempo depois com a divulgação da mídia vi que a história era interessante e valia a pena leitura. Sua resenha ficou ótima. A capa antiga é minha preferida. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  15. Bem que você falou, a capa original é mais misteriosa e assustadora, tanto que sempre me dá medinho quando vejo ela e fico pensando que é um livro de terror haha. Tenho muita vontade de ler e ver o filme.

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem? Sem dúvida um livro que eu tenho de ler, já vi o filme e amei, fiz minha mãe e irmã verem comigo e elas gostaram muito também, ainda não encontrei o livro por aqui, mas quando o encontrar quero comprar.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  17. Oi, Tudo bom?
    Ainda não li esse livro, mas sou louca para ler, esta na minha lista a muito tempo, eu amo o filme tenho certeza que vou gostar.
    beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  18. Hey!

    Eu fiquei muito feliz com sua resenha porque ela não me revelou nada muito importante e que seria capaz de estragar minha leitura(está sendo esse livro).
    Sua resenha ficou ótima!

    Beijos!

    Mari Barros
    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
  19. Olá! Amei a adaptação e quero muito ler os livros!
    Confesso que achei essa capa do filme muito mais bonita, mas se eu fosse comprar compraria as edições de capa dura da intrínseca!
    beijos

    ResponderExcluir
  20. olá , o orfanato da senhora Peregrine me parece uma história intrigante , a capa ficou muito bonita e as paginas amareladas é mais um charme . já está na minha lista e com certeza será o próximo . Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Eu amo esse livro, amo a história e tô babando demais nessa edição! Nossa, vou pedir de natal aqui em casa porque essa capa colorida está simplesmente SENSACIONAL! Daquelas que dá vontade de guardar e nunca mexer, sabe? Sou totalmente apegada a essas coisas. Adorei que você trouxe a resenha deste livro, pois vale e muito a pena ser lido. Gosto demais!

    ResponderExcluir
  22. oieee
    eu adorei o livro e assim que saiu no cinema corri pra ver, realmente quem vê as fotos pensa num clima mais de horror, eu me enganei nesse aspecto, sobre o filme eu achei algumas mudanças decepcionantes, mas mesmo assim veria de novo hahaha
    beijos

    ResponderExcluir
  23. Eu tenho os 3 livros. Como nenhuma adaptação é perfeita, concordo com desconforto mas mesmo assim amei o longa, só em ter o dedo do mestre Burton já me ganhou, rs. Eu fui uma das que foram atraídos pelas fotografias e me surpreendi, é suave com aquele clima soft dark, sabe? Também quero os outros filmes. Amei a resenha, abraço!

    ResponderExcluir
  24. Mesmo uma historia envolvente e muito mistério, em uma ilha misteriosa. Um orfanato abandonado. Uma coleção estranha de fotografias muito curiosas,uma novela inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Quando Jacob descobre pistas sobre um mistério que se estende ao longo do tempo, ele descobre que o perigo se aprofunda depois que ele conhece os aldeões e avaliadores sobre seus poderes especiais.O filme é imaginativo em sua história e imagens, um excelente filme com muitas ideias criativas e atraente irrisório no enredo.Há os problemas habituais de Burton de passear e cenas que funcionam muito tempo, mas achei bastante interessante e divertido.

    ResponderExcluir
  25. Uau que livro incrível,parabéns pela sua resenha,esse livro prende o leitor com sua história envolvente.

    Bjs
    http://www.divamodaefotografia.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Deixe sua mensagem, é muito bom saber sua opinião.