slide-slick

sábado, 9 de setembro de 2017

Resenha: Selva de Gafanhotos - Andrew Smith (Intrínseca)


Em Selva de Gafanhotos, publicado no Brasil pela Editora Intrínseca em 2015, Andrew Smith nos surpreende diante do contraste entre uma situação surreal e os  dramas pessoais de seus personagens.  Com uma história fascinante,  o livro poderia ser só mais um enredo sobre o fim do mundo, mas esse é apenas um detalhe diante de personagens tão encantadores.

Sempre me fascinou pensar como as coisas poderiam ser perfeitas se você simplesmente deixasse as conexões acontecerem.  Minha história mostrava como tudo se conectava em Ealing, Iowa.

Ganhei o livro em um concurso realizado pelo blog Eventual Obra de Ficção Júlia e Roberta, obrigado pela ótima leitura.  Eu adorei!  Confiram o trabalho das meninas no link acima.

Todas as estradas surgem ao longo de trilhas feitas por garotos em bicicletas.

Austin Szerba é um adolescente de 16 anos, descendente de poloneses.  É através de seu olhar que acompanhamos os fatos ocorridos na fictícia cidade de Ealing no estado de Iowa.  Ele sempre gostou de registrar a história, portanto todas as merdas que aconteciam ao seu redor eram escritas para que, algum dia,  servissem de inspiração para humanidade. Austin estudava na rígida Escola Luterana Curtis Cranes, andava de skate e, às vezes, fumava uns cigarros.

Um amigo de verdade sabe o que o outro realmente quer dizer quando fala coisas idiotas ou atrapalhadas.  A história mostra isso.  A história também mostra  que não há registro de muitos amigos de verdade.

A vida para Austin sempre foi de grande intensidade. Robby Brees, seu melhor amigo, era o único parceiro de muitas aventuras, mas com a chegada da linda Shann Collins, os três logo se tornaram inseparáveis.  Shann conquistou Austin desde o primeiro olhar e tornou-se logo sua namorada.   Robby Bress amava Austin Szerba que, por sua vez, passou a amar Shann Collins, mas o maior problema era que Austin também amava Robby da mesma maneira.   O que poderia se tonar um triângulo amoroso chato e óbvio, trilhando os já conhecidos caminhos costumeiros, acaba por equilibrar o enredo, humanizando os personagens ao longo das páginas.   E podem acreditar, que essa mistura de sentimentos é o que torna Selva de Gafanhotos tão especial.

O fim do mundo já tinha começado havia quase uma semana e só três pessoas em Ealing sabiam sobre ele:  eu, Robby Brees e Shann Collins.

Se não bastassem os conflitos pessoais, os três estão prestes a enfrentar o caos que se instala na pacata cidade de  Earling.   O terreno apelidado pelos meninos de Selva de Gafanhotos foi testemunha de muitas coisas que aconteceram com eles: surras, cigarros, primeiro beijo e... Insetos gigantes.  Um acidente com o, até então ignorado, globo contendo a terrível Cepa de Praga IM 412E Contida, que deu origem e  disseminou pela cidade um irrefreável exército de terríveis insetos gigantes - louva-a-deus de um metro e oitenta, com exoesqueletos duros como o casco de um porta-aviões e patas armadas com farpas - dispostos a procriar e dominar a terra. Verdadeiras máquinas mortíferas à prova de balas, taradas e famintas.

(...) quanto mais tempo você espera para contar a alguém um segredo que está guardando, mais complicado é sair da encrenca.

Como já disse, essa é uma história sobre o  fim do mundo, mas também nos envolvemos com as descobertas, os amores, dramas e frustrações de  três adolescentes cheios de coragem.  Com uma história fascinante e um enredo apocalíptico, Andrew Smith aborda questões como bullying, sexualidade, sexo, amor, amizade, religião, cigarros, skates, tranquilizantes, bebês de duas cabeças, experiências malucas e cientistas mais doidos ainda.   Quem poderia imaginar que um livro aparentemente escrito para não ser lido por ninguém, segundo o próprio autor, sem a obrigatoriedade de se encaixar nos padrões comerciais, pudesse resultar em uma trama tão diferente e vibrante.

Amo o jeito como você conta histórias.  Amo o modo como, sempre que conta uma história, você vai para a frente e para trás e me conta tudo o que poderia estar acontecendo em todas as direções, como uma explosão.  Como um flor desabrochando.

O livro é indicado para quem quer apostar em uma leitura diferente, caso contrário pode não agradar.  O que poderá cansar alguns leitores é a mania do personagem principal de reforçar, repetidas vezes, fatos e acontecimentos, com a intenção de fazer conexões entre eles  Achei interessante, o que se tornou uma das grandes marcas de Austin ao contar suas histórias (reais ou não).   Selva de Gafanhotos é uma estranha mistura que deu certo nessa ficção americana:  romance, drama, humor, ficção científica e aventura. 

Às vezes os historiadores precisam preencher as lacunas por conta própria.  
É parte de nosso trabalho.

Narrado em primeira pessoa por Austin, somos envolvidos por seus encantos, dúvidas e paixões. A capa, aparentemente simples, em um tom verde psicodélico, com o título em alto relevo, sem  se esquecer das "inocentes" anteninhas, deixa no ar o mistério da obra.   As páginas são amareladas e a cor dos cortes laterais são de um amarelo forte, que deu todo um charme para o livro.  Eu fui surpreendido e adorei a leitura!  E você, já leu alguma obra do autor?


Afinal de contas, se o que nós acreditamos cegamente sobre a história for verdade — aquele velho clichê que nos ensina a não repetir várias vezes a mesma merda  —, então por que as mesmas merdas sempre continuam a acontecer?


Se você ficou interessado, poderá conferir as primeiras páginas disponibilizadas pela Intrínseca. 


Assista também ao Book Trailer logo abaixo.





Selva de Gafanhotos
Andrew Smith
Tradução : Edmundo Barreiros
Editora Intrínseca
1ª Edição:  Março de 2015
Páginas :  352 - 23cm.
ISBN: 978-85-8057-685-6


12 comentários:

  1. A capa do livro é bonita e muito chamativa, a leitura é bem gostosa de ler, é leve. Achei o livro bastante interessante, ainda não tive a oportunidade de ler as obras do autor Andrew Smith, gostei muito do trailer, abraços.

    ResponderExcluir
  2. Amado eu amo suas resenhas! você explica muito bem que dá vontade de ler! eu não li ainda livro do Andrew, obrigado pela dica, beijinhiosssss

    ResponderExcluir
  3. Olá Evandro!Mais uma história encantadora,uma mistura bem estranha mesmo,mas fascinante,gostei da capa pela simplicidade,não conhecia o autor Andrew Smith,gostei de conhecer sua obra,acredito que foi gratificante para você ganhar este livro.Bjss

    ResponderExcluir
  4. A principio achei toda a mistura bem diferente mesmo, como você frizou, tem que gostar mesmo! Mas conforme você foi resenhado a história foi ficando interessante. Acho que não li ainda uma obra do auto. Obrigada pela resenha Evandro!
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. O título chama mesmo atenção, deve ser bem interessante poder ler, pois pelo que li na sua resenha acabei ficando curiosa para saber mais
    Parabéns pelo teu ganho

    Bjs (•_•)

    ResponderExcluir
  6. Que diferente!
    Adorei a capa, a cor, e o nome do livro.
    A história me parece bem de ficção mas com grandes lições.
    Achei bem interessante!

    ResponderExcluir
  7. Evandro, primeiro parabéns por ter ganho esse livro. Achei bem interessante esse trio o todo o mistério que os cerca, esse livro pareceu mesmo ser bem diferente pela sua resenha, ainda não li nada desse autor, gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  8. já li vários livros mas este Selva de Gafanhotos eu não conhecia mas lendo aqui sua resenha me interessei muito, vou comprar ele ou procurar numa biblioteca pra ler parece bem legal

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei o titulo é bem atrativo! eu conheço a editora e sempre tem ótimos livros!
    Sua resenha está ótima! parabéns!
    bjúús

    ResponderExcluir
  10. O livro parece ser interessante, uma capa bem apresentada e sua resenha bem legal, no momento estou lendo um, mas vou agendar esse para uma futura leitura, gostei da dica

    Abraços
    Rafael

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse livro ainda, gostei da capa, achei muito bonita, bem legal sua resenha, interessante esse livro.

    ResponderExcluir
  12. QUE LINDO GOSTARIA DE LER NAO CONHEÇO DEVE SER MUITO INTERESSANTE

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Deixe sua mensagem, é muito bom saber sua opinião.