slide-slick

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Resenha: Os Malogrados - M. F. Santos (Aped)


Os Malogrados é o segundo livro do autor Manoel Santos (M.F. Santos) A edição que tenho é da editora APED e foi publicada em 2015.  Utilizando como pano de fundo acontecimentos históricos do século XVIII, o enredo tem como cenário Cádiz, em Castelha, um reino que vivia sob forte influência francesa. Entre outros temas o autor explora o poder dos Reis e a Santa Inquisição que perseguia e condenava quem não seguisse seus dogmas.  O enredo também retrata os avanços das ideias iluministas que confrontavam essa opressão.

Uma nação cresce quando não há uma entidade 
que interrompa o livre-arbítrio das pessoas.

Mesclando elementos variados com personagens bem construídos, Manoel nos conta de forma simples uma trama que segura o leitor até a última página, nos fazendo torcer por cada desfecho.  Trabalhando a velha fórmula que confronta heróis e vilões, o autor, a cada capitulo, consegue manter a expectativa pelo que virá a seguir.  Torcemos pelos mocinhos e marginalizados e esperamos ansiosos pelo castigo aos opressores.  Ainda assim, Manoel foi cuidadoso em traçar o perfil das personagens, retratando bem a época em que a história se passa:  em Os Malogrados ninguém é perfeito ao extremo.  Talvez seja essa uma das características que mais me chamou atenção na escrita do autor.  Um exemplo disso é que mesmo aqueles que enxergavam os negros como pessoas, ainda assim os mantinham como escravos.  Isso acontece em outras esferas e conceitos, o que acaba possibilitando que as personagens amadureçam  e cresçam no decorrer do enredo.

(...) tudo não passava de ilusão; era tudo mentira.
 
O jovem príncipe Lúcio nutria um grande amor pela bela e sonhadora Marta, que lhe retribuía o nobre sentimento.  O problema maior era que os pais da moça haviam perdido o título de nobreza e estavam à  beira da miséria.  Enquanto isso, o Rei D. Guilherme que vivia em meio ao luxo explorando as classes menos favorecidas em função de altos impostos, planejava um belo casamento arranjado para Lúcio, fazendo assim um bom negócio que lhe traria benefícios diretos.  Era uma época de riqueza e fartura para a igreja e para os nobres, mas de miséria e opressão para o resto do povo.

(...) ela acredita que o amor 
pode ser conquistado com o tempo.

A chegada de D. Constantina, madrinha da mãe de Marta, juntamente com seu neto Abelardo, um promissor estudante de medicina movimentou ainda mais a corte.  Nessa mesma época crescia os movimentos e ideias iluministas que já assombravam o alto clero e ameaçavam diretamente os poderosos. Para tentar frear as ideias que a cada dia ganhavam força, eis que chega ao reino o poderoso inquisidor Mauro Bragança, nomeado pelo Concílio de Roma.  Inicia-se então uma cruel perseguição aos cristãos novos e hereges que quebravam as regras impostas pelo cristianismo.  O autor nos leva a acompanhar, indignados, os passos que levaram muita gente a queimar nas fogueiras da inquisição.

 (...) a Igreja ainda tem forças, e está viva.

Ao tratar desse assunto, Manoel Santos fez uma aposta certeira.  Com um ótimo trabalho de pesquisa, o autor, desenvolveu um enredo interessante e fluído, sem exagerar na dose ou, ainda, poupar o leitor das crueldades da época.  A inquisição foi criada na Idade Média e era dirigida pela Igreja Católica que buscava identificar e julgar aqueles que ameaçavam sua supremacia e dogmas, condenando-os barbaramente, muitas vezes, à morte na fogueira.  O autor ainda aborda diversos temas como, por exemplo, o papel ocupado pela mulher na sociedade da época ou, ainda, as crueldades da escravidão.   O enredo tem foco principal na perseguição religiosa e também no crescimento e expansão das ideias iluministas que surgiram na Europa e se espalharam por vários países.

Não duvides de meus sentimentos (...) 
 
O livro é narrado em 3ª pessoa, com letras médias e espaçamento razoável.  O enredo divide-se em 46 capítulos e tem 258 páginas brancas.  O autor inseriu no início do livro uma lista com as principais personagens que, ao mesmo tempo em que nos ajuda a acompanhar o enredo, acaba por entregar alguns detalhes sobre a trama.  Então, se não gosta de se antecipar ao enredo, pule essa parte.  A capa tem um casal representando a nobreza com suas vestimentas características e o fundo, de cores quentes, representa o fogo da inquisição, segundo explicação do próprio autor.  Que tal conferir também essa história?!.  Tenham uma ótima leitura!

 
Os Malogrados
Autor:  M.F. Santos (Manoel Santos)
Editora:  APED
Páginas:  258
1ª Edição (2015)
ISBN:  978-85-8255-206-3




Onde Comprar:

O livro físico pode ser adquirido diretamente com o autor pelo 
https://www.facebook.com/manoel.santos.167


ou pelo
https://www.book7.com.br/os-malogrados.html


E-book:

https://play.google.com/store/books/details/Santos_M_F_Os_Malogrados?id=KC3uCgAAQBAJ&hl=pt_BR%22
 
https://www.amazon.com.br/Os-malogrados-M-F-Santos-ebook/dp/B01841WKHMhttps://www.saraiva.com.br/os-malogrados-9225783.html



Contatos do Autor:

Perfil 

https://www.facebook.com/manoel.santos.167 

Fanpage do livro

https://www.facebook.com/OS-MALOGRADOS-205664196152880/

21 comentários:

  1. Gostei mto da sua resenha, bem detalhada. E achei interessante a história, não é meu gênero porém adoro conhecer coisas novas! Bjs

    ResponderExcluir
  2. as suas resenhas são sempre espetaculares, sempre muito bem elaboradas e bem explicaticas em relação à obra, muito parabéns pela boa resenha ;)

    beijinhooos^

    https://nomundodeumamulher.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de livros de ficção com fundo históricos, acho que nós enriquece ainda mais. Simplesmente me encantei por essa resenha e vou procurar baixar esse livro, para ler no meu celular, pois realmente fiquei muitíssimo interessada. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Olha, adorei o tema a inquisição em Malogrados, isso me recorda as aulas de história (por sinal minha disciplina predileta), adoro quando a literatura aborda temas históricos, o cenário o reino de Castelha e a chegada das ideias iluministas. Mesmo o autor poupando o leitor, é possível imaginar as atrocidades cometidas naquela época. ;-;

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro.
    Gostei bastante da historia, sua resenha despertou a curiosidade para eu ler.
    Muito boa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. ola tudo bem ? Este livro tem um otimo enredo , o tema me agrada muito por ser historico,
    uma leitura cheia de espctativa com heróis e vilões. suas resnhas nós deixam já na na curiosidade. Bjssss

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde, como vai? Confesso que ainda não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sua resenha, ele tem uma história super interessante e que me deixou bem curiosa.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Sempre me derreto por livros que tem como pano de fundo minha matéria favorita da escola: a história. Então me interessei bastante por esse por falar sobre a Inquisição, acho algo bastante pertinente para mostrar também Lucio e Marta. Bem bacana que você nos traz onde comprar os livros, gostei bastante!

    ResponderExcluir
  9. Olá !!! O livro parece sr fascinante. Achei muito bonita a capa e o tema bem interessante. Ainda não conhecia. Vou anotar a indicação. Espero ter a oportunidade de ler em breve. Sucesso, bjo

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Nunca tinha visto sobre o livro e me parece ser interessante. Gosto de livros ambientados em outra época, a viagem é interessante!

    Parabéns pela resenha. Ficou ótima!

    ResponderExcluir
  11. Oie tudo bem?
    eu adorei a sua resenha esse livro parece ser bem interessante,ainda não li esse livro, mas gostei bastante da resenha. Sucesso

    ResponderExcluir
  12. Manoel é um autor com uma bela carreira à frente, além de um autor iniciante, representou um excelente trabalho, ele certamente formará uma brilhante carreira literária. Adorei a história, achei o assunto muito interessante, além de ser um dos meus favoritos, e a capa é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  13. Oi,gostei demais da sua resenha parabéns,quanto ao livro ele é bem interessante gostei também,eu ainda não tive a chance de ler mais vendo sua resenha fiquei muito empolgada para ler essa história bjs.
    www.alzineterodrigues.com

    ResponderExcluir
  14. Olá !!
    Gostei muito da sua resenha e adoro conhecer autores nacionais! Fiquei muito interessada pela estória
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  15. Já tinha ouvido falar do livro e não tinha me interessado na historia, hoje depois da sua resenha fiquei querendo ler.
    Achei a arte da capa maravilhosa, depois de saber a explicação do fundo amarelo achei ainda mais interessante.
    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá! Tudo bem? Ainda me lembro de quando aprendi algumas dessas coisas no 10º ano ou 11º ano da escola, na disciplina de história acerca das ideias iluministas. Não é muito o meu estilo mas lá tive que aprender para os testes e isso tudo, não é? Hahah por outro lado quando começamos a perceber começamos a gostar. Grande livro! Parabéns!

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  17. Oi,
    A história do livro é bem interessante e eu gostei bastante do que li na resenha, que está muito boa por sinal. Na época as pessoas tinham pensamentos muito diferente, como muitos não tinha preconceito mais assim mesmo escravizava. Adorei já quero ler o livro pois ele parece ter bastante coisa para ensinar. Bjs!

    fabiisanto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem? O enredo do livro é bem interessante. O pano de fundo me chamou muito atenção principalmente pela época histórica em que ocorrem os fatos. Quando estava no colégio o iluminismo sempre foi meu assunto favorito. Além da perseguição da igreja contra inocentes. Sua resenha ficou ótima, ainda não conhecia o livro mas é uma leitura que vale a pena. Um abraço, Érika *-*

    ResponderExcluir
  19. Oi , Tudo bom?
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei muito interessada, curto de mais história, acho que foi a matéria durante a escola que mais amei.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  20. Adorei sua resenha! É muito estimulante saber que existem tantas história com fundo épico tão bem escritas, e que também exploram o contexto sócio-político da época! Abraços!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Deixe sua mensagem, é muito bom saber sua opinião.