slide-slick

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Resenha: Os Advogados e a Ditadura de 1964 - A defesa dos perseguidos políticos no Brasil (Vozes)


Recentemente, em meio a ondas de manifestações políticas no Brasil, onde é permitido que cada um expresse seus desejos e opiniões, assim como convém a uma democracia, chamou a atenção pequenos grupos que pediam a intervenção militar.  Mas será mesmo que todos conhecem bem essa página de nossa história, chamada de Ditadura Militar? 

É uma página da história do Brasil que precisa ser revelada.

O livro Os Advogados e a Ditadura de 1964 - A defesa dos perseguidos políticos no Brasil publicado pela Editora Vozes e PUC Rio traça um retrato fiel da Ditadura Militar que durante 21 anos (1964-1985) se instalou no Brasil.   A proposta é acompanhar a trajetória pessoal e profissional dos mais conhecidos defensores de presos e perseguidos políticos, contudo o livro vai bem além disso.  Acompanhamos relatos e histórias presenciadas e vividas durante esses anos, muitas com desfechos trágicos e cruéis, que deixaram marcas que sobreviveram pelo esforço de quem não quer apagar essas memórias para que cheguem às  futuras gerações.  Com 280 páginas, o livro é um verdadeiro tesouro ao resgatar fatos e momentos que muitos desejam esquecer.

Caminhava-se em direção ao silêncio e à escuridão.

Após o  golpe militar de 1964, a esquerda brasileira se dividiu entre os que resistiam e protestavam de forma pacífica e aqueles que defendiam a luta armada.  Muito se ouviu falar desse período, mas o livro foca naqueles que foram os grandes defensores, na época desconhecidos ou em início de carreira.  Eles eram poucos, mas que lutavam com garra, movidos por motivos pessoais, profissionais ou mesmo religiosos.  Engana-se quem acha que eram todos de esquerda, pois muitos que a princípio tiveram simpatia pelo movimento de 1964, mais tarde, diante das arbitrariedades do golpe, passaram a defender os acusados, mesmo contrariando suas ideologias políticas.  Entre os próprios militares ou o pessoal da direita, também tinham os que não concordavam com a forma como tudo foi conduzido ou vieram a discordar nos anos seguintes.  

O mais temível para a nação brasileira não era a ameaça externa, mas o inimigo interno.

O livro organizado por Fernando Sá, Oswaldo Munteal e Paulo Emílio Martins e com prefácio escrito por Dom Paulo Evaristo Arns, contém textos de vários autores focando, cada um,  em uma figura importante que arriscou a própria vida ou de suas famílias para defender pessoas que lutavam por um país democrático.  Esses profissionais, na grande maioria das vezes, não cobravam honorários e se desdobravam na defesa de várias pessoas.  Ajudavam a dar voz, unindo seu trabalho aos esforços da imprensa, intelectuais e civis contrários ao golpe e às violências praticadas pelas autoridades.

Sobre a mesa, um revólver 38, ao alcance da mão do homem, e um aparelho de choque; nas paredes, muito sangue ressecado de todo tipo.  Um ambiente claro de constrangimento, de coação, dando a entender que ali as coisas teriam que ser definidas.

Muitos advogados também foram  perseguidos e ameaçados; era um verdadeiro terror psicológico.  Avisos recebidos por cartas e ligações anônimas eram feitas constantemente para eles e seus familiares.  Muitos chegaram a ser sequestrados.

Foram torturados por denunciar uma tortura que, segundo a ditadura, não existia.  Uma das muitas contradições do regime militar, na avaliação do advogado.

Podemos conhecer um pouco de cada Ato Institucional que endurecia ainda mais o governo e tirava  gradualmente os direitos e a liberdade do povo.   O AI5, promulgado em 1968, foi um dos mais duros que retirou o direito ao Habeas Corpus, deixando os advogados sem ferramentas que pudessem ajudar em suas defesas.  A partir daí tiveram que criar novos caminhos e todo o processo passou a ser ainda mais difícil.

"Fui solto em Jacarepaguá.  Disseram: 'corre que você vai morrer', e eu não corri.  Deram um tiro para o alto.  Achei que estava nas minhas costas."  Não estava.

Os autores falam dos terríveis traumas psicológicos que ficavam como sequelas das sessões de tortura e perseguições.   Não foram poucos que não suportaram as dores e marcas na alma chegando ao suicídio.  Muitos exilados não puderam retornar com vida à sua pátria, como foi o caso do ex-Presidente João Goulart, como nos conta sua filha Denize Goulart em um dos capítulos em anexo.  No anexo também encontramos outros depoimentos de presos. Vários perseguidos políticos foram torturados e mortos, outros simplesmente assassinados  e enterrados sem nenhuma identificação e os corpos jamais foram encontrados, figurando seus nomes em listas de desaparecidos.  Tais fatos deixou uma ferida aberta em todos os familiares, uma dor que não pode ser curada.

(...) em um dado momento da tortura, os torturadores haviam tirado os capuzes deles próprios e de Gilsásio e dito:  "Bom, agora você pode nos conhecer", como quem diz "você vai morrer mesmo, logo pode ver a gente" (...)

Alguns casos são extremamente chocantes e emocionantes como o de L., uma mulher que foi torturada junto com seu esposo, engravidou ao ser estuprada por torturadores que se revezaram em fila e teve que passar, depois de libertada, pela dor da escolha em ter ou não a criança que a lembraria todos os dias do inferno vivido no DOI-Codi do Rio de Janeiro.  Segundo o Advogado Modesto uma bárbarie como essa não poderia ser considerada uma ação política, mas sim ação individual de criminosos!

(...) não se podem anistiar a vítima e o autor (...)

Entre outros assuntos, acompanhamos o processo da Lei da Anistia de 1979, que causou polêmica e insatisfação em beneficiar presos políticos e agentes do Estado, protegendo torturados e torturadores.

Eu indico a leitura, sem dúvida, para que você também possa ter a real dimensão dos acontecimentos naqueles anos, pelos olhos de quem viveu a história.  Todos que já tiveram a chance de ler qualquer livro da Editora Vozes, sabe do compromisso com a qualidade, tanto de texto como em material e diagramação.  Esse livro não foge à regra e será um documento em sua estante, com uma linguagem clara e objetiva que acompanhamos facilmente nos textos e relatos.  Contendo muitas referências textuais em cada capítulo e fotos em suas páginas centrais, ele só é o início para quem desejar se aprofundar ainda mais no assunto que parece não ter fim.

Enfim, acredito que esse período de nossa história seja uma prova de que o verdadeiro poder deve sempre emanar do povo.  Independente de ideologias políticas, nós, cidadãos comuns, não podemos ser massacrados ou subjugados diante do interesse de alguns poderosos.  O poder nas mãos de uns poucos, tende a se transformar em uma arma de opressão.  Vivemos em um tempo de renovações no cenário político nacional e queremos nos sentir valorizados por nossos governantes, nos sentir protegidos e não acuados.  Uma coisa é certa precisamos aprender muito sobre política para viver tempos áureos!

O processo ditatorial não se finda nos anos de 1980, prolonga-se na cultura da corrupção que instaura pequenas ditaduras na sequência dos dias e dos fatos - tão múltiplas e fragmentadas que já não se diferenciam mais do sistema.

http://www.universovozes.com.br/livrariavozes/web/view/DetalheProdutoCommerce.aspx?ProdId=8532639801


Os Advogados e a Ditadura de 1964 - A defesa dos perseguidos políticos no Brasil
Organizadores :  Fernando Sá,Oswaldo Munteal e Paulo Emílio Martins.
Editoras :  Vozes e PUC-Rio
Páginas :  280
Edição : 1 (2010)

Além das Livrarias Vozes, o livro também encontra-se disponível 
em diversas  lojas virtuais e físicas.

40 comentários:

  1. Ola
    Eu nao conhecia esse título e de qualquer maneira, acho que não é uma leitura que chame muito a minha atenção, especialmente por não ser um estilo que me interesse. De qualquer maneira, adorei poder ler suas impressões a respeito e com certeza sei que há várias pessoas que irão se interessar pela obra em questão
    Beijos,Fe

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia esse livro e a sua resenha me deixou com a sensação que todos nós brasileiros deveríamos ler e nos informar sobre uma épica tão complicada da nossa história. As fotos que o livro traz são bem interessantes e já quero ler o livro pra ontem.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!Eu já vi este livro e namoro ele a algum tempo!curto livros q contam parte de nossas historias e que nos da uma visão e um novo conhecimento geral!as fotos são um grande chamariz ...

    ResponderExcluir
  4. Bem, 1964 o ano que não acabou e de certa forma depois das nossas angustia politicas recentes é bem por aí né? Eu digo isso pq a ditadura acabou há mais de três décadas, mas continua tão presente na economia, na educação e outros...
    Eu não conhecia ainda este livro e confesso que fiquei muito interessada, de repente pode ser minha próxima solicitação à editora.
    Eu realmente gostaria de conhecer mais sobre esses homens e mulheres que estiveram por trás defendendo a democracia mesmo diante da opressão e poder comparar com os dias atuais. Com certeza será uma leitura enriquecedora.

    ResponderExcluir
  5. Olá amore,
    Parabéns por esse blog lindo.
    Em relação ao livro confesso que a temática não é algo que eu curta.
    Adorei sua análise, mas continuo não me atraindo pela leitura.
    Beijoka!

    ResponderExcluir
  6. Muito interessante. Tenho um verdadeiro interesse em livros de história, ainda mais com relatos, o que me deixa mais próxima desses acontecimentos e, como você citou, nos permite ter uma real dimensão do que aconteceu.
    Sem dúvida foi uma época pesada, "fatos e momentos que muitos desejam esquecer" e infelizmente, alguns desejam reviver pedindo a volta da ditadura :(

    Beijos,
    Mayelle ♥ | www.infinitosdetalhes.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia esse livro,mas como achei ele interessante,sua resenha me cativou! E também a ditadura militar é uma das partes mais interessante da história do Brasil!

    ResponderExcluir
  8. Esse livro mostra muito da história que os advogados passaram nessa época, não posso nem imaginar o sofrimento que eles viveram esse terror psicológico, esse livro tem muitas revelações dá ditadura, excelente o livro, abraços.

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é bem forte,não conhecia o livro mais fiquei pressa na história,sua resenha ficou ótima como sempre,com certeza muita gente vai ficar pressa também bjs.

    ResponderExcluir
  10. Que livro interessante, não conhecia. É sempre bom saber com fatos verídicos. Adorei como você o abordou na resenha, bem explicadinho.

    Beijos
    www.caroldoria.com

    ResponderExcluir
  11. oi
    Este livro me interessou muito, preciso ler.
    Na escola adorava aula de historia, e sempre debatíamos a Ditadura de 1964, li vários livros e documentários sobre o assunto. Mas ainda não conhecia este livro.
    Todo Brasileiro deveria ler este livro e outros sobre o tema, pois faz parte da nossa historia,faz parte do Brasil...
    A resenha ficou otima!!
    bjo

    ResponderExcluir
  12. Eu amei as fotos do livro. Não é o tipo de leitura que me atrai. Mas com brasileira, acho que seria interessante ler pra conhecer um pouco mais dessa parte da nosso história.

    Beeijoos. =***
    www.mayaradrumond.com

    ResponderExcluir
  13. Parece ser um livro muito bom! Gosto bastante de ler sobre a história brasileira, mas ainda não conheço esse aí. Bom ver sua resenha. Já que você aprova acho que vou comprar

    ResponderExcluir
  14. Oie
    que legal a resenha e a edição do livro, gostei do tema apresentado, me fez querer saber um pouco mais, então a dica está anotada e parabéns pela ótima dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Creio qque muitas pessoas ainda desconhecem os horrores da ditadura em nosso pais, e mesmo não sendo o meu estilo de leitura ainda é uma obra muito importante enquanto nós dicadões devemos conhecer.

    Bjs Jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  16. Por isso que eu fico horrorizada com quem, em pleno século 21, chega para mim e fala: "Bolsonaro que tá certo citar Brilhante Ustra, o Brasil precisa de uma intervenção imediatamente". Cara, ninguém parou para pensar que o que estudamos na escola foi para abrir nossos olhos quanto a quem se lasca nessa história toda? Os menos favorecidos, aqueles que não possuem forças para gritar, precisam da nossa democracia (embora ela venha sendo muito que reduzida só pelo fato de engravatados palhaços terem vetado o impeachment sendo que isso é função do povo brasileiro e não deles) mas meu, só em pensar e lembrar o que já estudei sobre isso na faculdade me parte o coração. Inclusive aquela parte que citaste a história de L. e seu marido me deixou aos prantos, sério, e olha que eu vivo brincando que não tenho coração hein. Foi uma época da história do país manchada com sangue e humilhação assim como a escravidão foi. Gente, preciso desse livro imediatamente e meu pai leu que leu a postagem comigo está bastante curioso. Amei a proposta da editora e principalmente tua resenha viu, beijão.

    ResponderExcluir
  17. Olá. Eu fiquei bem chocada com tudo o que é abordado no livro e, se me baseasse no sentido emocional, definitivamente não leria essa obra, ainda mais sabendo que tudo é verídico. Por outro lado, o fato de que tudo isso tenha realmente acontecido me faz pensar que todo mundo deveria buscar pela oportunidade de ler a obra, ainda mais por se tratar de algo da história do nosso país e que muitos dos nossos familiares podem até ter presenciado. Achei incrível sua resenha e uma indicação mais do que válida de leitura. Adorei!

    Beijos,
    Fernanda Goulart

    ResponderExcluir
  18. Eu me lembro de algumas coisas quando criança. João Belchior Marques Goulart, foi eleito presidente do Brasil. Ele também foi eleito vice-presidente ... Minha família estava muito triste com a morte. João Goulart, minha família gostava dele na presidência, ajudou muitas crianças, comida e brinquedos, foi um momento muito doloroso com a morte de muitos soldados durante a ditadura. Sua família até os dias de hoje diz que não morreu de um problema do coração,mas ele foi assassinado foi envenenado.Pois ele descobriu muita sujeira no poder.

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Não sabia da existência desse livro e ao ler a sua resenha, fiquei bastante interessada em seu conteúdo. Sempre quis saber melhor sobre essa época da ditadura e como ela deixou sequelas em tantas pessoas. Deve ser mesmo triste e emocionante conferir alguns casos, esse da mulher que engravidou do estuprador é algo terrível e sinto aflição só de imaginar. Mas apesar de ser difícil de digerir algumas coisas, anotarei a dica para uma futura leitura.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    É extremamente doloroso ver como esse período de Ditadura no Brasil foi conduzido e como muitas pessoas o consideravam correto, e hoje questionam e desejam que tal sistema volte a imperar na nossa sociedade. Ter líderes com mente fechada e que impõem suas opiniões guela a baixo não é caminho, jamais será. Foi impossível não soltar uma lágrima com a "L." que teve que tomar uma atitude tão difícil em relação a sua vida, imagino o quanto isto tenha sido dolorido.
    A Vozes sempre apresenta ao eleitores um conteúdo muito bacana e com este livro na foi muito diferente. Espero ter o prazer de ler em breve. Sua resenha está maravilhosa!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Estou aqui encantada com esse livro que até então desconhecia, mas pelo que pude notar é bem rico e merece ser lido com bastante sede de conhecimento. Dá até vontade de comprar vários exemplares e distribuir pra quem pede intervenção militar (queria ter dinheiro). Acho que se o povo brasileiro conhecesse mais a História não falaria tanta baboseira. Adorei sua resenha e vou anotar a dica. Beijos

    ResponderExcluir
  22. Olá!!
    Não conhecia esse livro,e confesso que me interesso por esse assunto mas tenho muito pouco conhecimento de livros com esse tema.
    Não lembro de nada dessa época pois no inicio dos anos 80 eu era bem criança. Mas acho essa leitura de suma importância é aquele tipo de livro que tds deveriam ter de cabeceira!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/03/resenha-ao-seu-encontro-abbi-glines.html

    ResponderExcluir
  23. Olá,
    As pessoas que querem que a intervenção militar volte, deveriam ler este livro, muito cruel,dá arrepio só de imaginar se isso voltasse.Gostaria de ler ele também.Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  24. Oie! Tudo bem?

    Num primeiro momento não me interessei pelo livro, mas fui lendo a sua resenha e ficando cada vez mais curiosa sobre os depoimentos contidos na obra, estudei a ditadura na escola e foi uma das minhas matérias preferidas, por mais que seja bem complicada de se estudar, com certeza irei atrás desse livro para realizar a leitura! E o indicarei para uma professora minha que com certeza se interessará por ele também!

    Bjss

    ResponderExcluir
  25. ooi, como vai?
    Eu falaria sobre spoilers, mas isso é histórico, então é até melhor discutir abertamente, porque mostra o peso do que aconteceu no passado.
    Gostei de falar dos processos retratados no livro, de mostrar as imagens do livro também.
    As passagens do livro citadas são pesadas e muito relevantes pra uma resenha do livro.
    Muito bem feito (e o visual da página em si combina muito bem com o tema do livro)
    Beijinhos ღ

    ResponderExcluir
  26. Olha, eu tenho que dizer que como uma futura advogada eu deveria me sentir mais interessada em conhecer essa parte. Mas eu realmente não consigo gostar de nada que envolva 1964, uma epoca tão terrível e cruel que eu não tenho estomago para lidar com coisas tão pesadas e horríveis. As citações mostram como é pesado ter que estar em contato com isso, e eu acho que para mim simplesmente não funcionaria. Não tem como dizer que é spoiler, porque é algo que todo mundo - ou quase - conhece e sabem o quanto foi ruim, mas é sempre bom saber que passou e que na epoca existiram aqueles dispostos a lutar contra. Não leria, mas para os que se interessam é uma boa escolha!
    Um beijo
    http://www.brookebells.com/

    ResponderExcluir
  27. Olá

    Me interesei por esse livro, não sou muito fã de ler confesso mais se gosto do conteudo do livro leio bem rapido rs.

    ResponderExcluir
  28. Oiee!!
    Nossa, como é importante divulgar um livro como esse! Pricipalmente hoje em dia, com tantas pessoas defendendo a volta desse absurdo que foi a ditadura militar.
    Sua resenha explicou muito bem tudo o que se passava na época e fiquei imaginando a dificuldade desses advogados em defender as pessoas que lutavam contra esse sistema.
    Parabéns e obrigada pela dica! Vou procurar esse livro, com certeza!!
    Um beijo!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  29. É fácil pedir pela ditadura apenas como meio de se sentir inserido no contexto político e de manifestações. Ouço relatos dos meus pais que atestam que realmente não foi uma época fácil. Eu nasci quando a ditadura acabou e vejo que não perdi nada nessa vida. Essa resenha é tão vívida que chega a dar ódio e tristeza ao mesmo tempo. Excelente texto.

    Minha Vida Por Acaso

    ResponderExcluir
  30. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não costumo ler livros nesse estilo, sabe? Mas a ditadura de 1964 é um tema que chama muito a minha atenção, por essa razão fiquei animada com sua resenha logo de cara. Deve ser bem interessante acompanhar a trajetória pessoa e profissional de alguns defensores e também deve ser muito interessante acompanhar os relatos sobre esse momento. Enfim, creio que seja realmente uma leitura muito bacana, por isso vou marcar a dica e espero ler um dia.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  31. Oiee... tuudo bem?
    Não é realmente o meu tipo de leitura, mas são tantos conhecimentos fornecidos, e sua dissertação do livro me deixou encantada. Quem sabe, né?
    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  32. Olá!
    Mais um desses livros incríveis para nos fazer crescer.
    Não consigo imaginar, essa época em que os militares "tomavam" conta de tudo...
    Não me imagino na situação daquela mulher que foi estuprada e torturada junto com o marido, e ainda ter que escolher entre ter ou não o bebê... Que escolha complicada.
    O que achei mais interessante no livro, mesmo sem conhecer, foi a forma como foi contada. Relatos dos defensores da época.Espero poder acompanhar em breve essa leitura.

    ResponderExcluir
  33. Olá!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas acredito que não leria porque o assunto não me chama a atenção, apesar de ser uma parte bem sombria da história do nosso país. Achei interessante contas várias histórias de pessoas importante naquela época, mas mesmo assim deixo essa dica de lado.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  34. Oi, Evandro. Tudo bem?
    Nossa, que maravilha ter a oportunidade de conhecer esse livro. Eu estou fazendo mestrado e o meu objeto de pesquisa é um jornal alternativo que circulou durante o regime militar e tenho bastante contato com livros relacionados à ditadura civil-militar brasileira. Entretanto, esse livro eu ainda não conhecia e fiquei muito interessado em lê-lo. Trabalhos como esses são importantíssimos para termos conhecimento desse momento lamentável que marcou a história do Brasil. Acho lamentável e triste quando, na contemporaneidade, ouvimos pessoas clamando por intervenção militar, é muito triste ver isso. Talvez se as pessoas tivessem contato com trabalho sensacionais como esse, pode ser que pensaria antes de clamar por um intervenção. Adorei a dica e com certeza em breve vou ler. Obrigado. Não pode e deixar de pontuar que a resenha ficou incrível, parabéns.
    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
  35. Olá! Adoro suas resenhas por que você fala de muitos livros que não vejo ninguém falando. Além delas serem bem completinhas e bem feitas. Apesar de não ter lido muito livro com essa temática, acho interessante, é sempre bom aprender sobre o que já aconteceu principalmente quando é relacionado com o nosso País. Mas muitas vezes esses livros passa despercebidos. É muito bom quando tem imagens reais para ajudar a contar a história. Que bom que sem dúvida você indica o livro, dica anotada. Beijos'

    ResponderExcluir
  36. Realmente esse é um livro que eu penso que todos nós deveriamos ler , aprender essa parte da historia do nosso país é essencial , por causa dessa falta de informação que muita gente beira a ignorância de querer uma intervenção militar

    ResponderExcluir
  37. Oie!!
    Não conhecia o livro e pra falar a verdade, nem a editora. Mas achei mega interessante a abordagem do autor sobre o tema.
    Entretanto, não é o tipo de livro que eu gosto de ler, sendo apenas esse meu impecilho perante a leitura.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  38. oi, gosto de obras que abordem a ditadura militar e apremissa dessa me interessou. Não é algo bonito de se ler e era melhor que não tivesse acontecido, mas como aconteceu, e isso é imultável, acho importante conhecermos o que ocorreu em nosso próprio país. Além disso, sou estudante de direito e creio que seria uma leitura deveras interessante

    ResponderExcluir
  39. Eita que leitura intelectual!

    O livro é muito pertinente para o momento, de fato! Mas sabe que nunca tinha percebido que quem lutou contra a ditadura fazia parte de movimentos políticos? Por exemplo, nunca pensei que só a esquerda estava envolvida na rebeldia contra a ditadura... Sempre esteve na minha cabeça que todos lutariam contra ela, independente de partidos. Não tem como apoiar assassinos de leis e de pessoas.

    Acredito eu que todos que pedem a volta da ditadura deveriam ler livros assim... Só a leitura os salva!

    Ótima indicação!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  40. Evandro!
    A época foi bem conturbada e com muita opressão.
    Não se podia falar nada, ou manter qualquer tipo de expressão que o governo achasse que era subversivo.
    As torturas físicas e psicológicas foram enormes.
    Nasci no ano posterior e não acompanhei muito, porém os reflexos ficaram nos anos seguintes.
    Desejo uma semana abençoada!
    “A simplicidade é o último degrau da sabedoria.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Deixe sua mensagem, é muito bom saber sua opinião.