slide-slick

terça-feira, 19 de julho de 2016

Resenha: A outra chance


O livro A outra chance de Afonso Celso, narra a trajetória de Luis Radiane, um jovem e ambicioso advogado, então com 28 anos, que presta concurso público e se torna um promotor conceituado, casando-se com Sônia, uma jovem médica com uma carreira também  promissora, com quem deseja ter filhos e formar uma família, comprar um barco e passar momentos felizes velejando.  Tudo isso parece perfeitinho demais, mas não se engane.


Em 1985 surgem os primeiros casos de uma doença terrível e fatal.  Um vírus inteligente que, aos poucos, vai ganhando destaque nos noticiários, mostrando potencial para dizimar toda a humanidade.  

Sônia, como médica, percebe o aumento assustador de doentes no hospital, enquanto Luis sente a proximidade da ameaça quando um vizinho de seu prédio é contaminado.  O casal já tinha um filho, Pablo, e  a pequena Elisa já estava a caminho.

Tudo era desconhecido.   Não sabiam a origem, as formas de  transmissão e contágio, chegando a desconfiar que o vírus seria uma mutação do HIV.  Porém pesquisas mostraram que os sintomas iam além, causando sangramentos nasais, esquecimentos recentes, etc.  

Havia conhecimento de casos em que pessoas transmitiam o vírus propositadamente.  Um único homem escondeu a doença durante 4 anos e contaminou mais de 400 pessoas.  Não existia mais confiança, um terror absoluto ia tomando conta do mundo.  Em muitos países os doentes já eram isolados e abandonados à própria sorte.

No decorrer dos anos nenhum avanço, somente fracassos em testes e vacinas.  Uma série de ataques nas ruas foi o início de uma onda avassaladora de crimes e assassinatos cometidos pelos contaminados que já não viam nenhuma esperança.  Surge então uma organização internacional com sede na cidade de Londres, conhecida como Os Vingadores, que usavam as redes de computadores e toda a tecnologia existente para espalhar seu ódio, tendo como dogma principal matar sem distinção.  Eram pessoas desesperadas e condenadas pelo vírus mortal que queriam apenas culpar alguém pela sua desgraça.

Muitos médicos se recusavam a atender os que apresentavam os sintomas, o mundo entrava em colapso, estava à beira do caos.  Quase não havia mais solidariedade, tudo se resumia em discriminação, dor, violência e medo.  

Um cenário conhecido, uma cidade encantadora que, mais tarde, é descrita em total abandono e destruição, mostrando o confronto da realidade com um certo saudosismo.  Como não lembrar das tardes e o por do sol, sempre na mesma mesa, no bar Sombra do Coqueiro, ou então, os passeios em seu veleiro com velhos amigos.  Mas agora, Luis precisa adaptar-se à nova realidade para salvar a própria família.

De início a estória pareceu correr rápido demais, porém, depois, percebi a intenção do autor em focar um mundo caótico e sem leis em que a terra se transformou.  Mais que isso, Afonso Celso, nos mostra a transformação e todos os acontecimentos diante do olhar de um homem que percebe-se parte da criação que se destrói.  A visão intimista e a dificuldade em abandonar o mundo confortável em que vivia, faz de Luis o grande personagem de A outra chance.  É desesperador imaginar os passos dados pelo personagem, que culminou em uma trajetória de crescimento dentro do enredo.  A luta pela sobrevivência está apenas começando e ele precisa apenas descobrir o seu papel em tudo isso.


Nem sempre o homem é o senhor de suas decisões. Há certas circunstâncias em que o sentimento supera a razão e para todo o sempre há uma voz superior. O homem é o senhor do seu destino, mas ele deve responsabilidades a um ser superior.
Um vírus mortal ataca a humanidade e coloca-a em risco de extinção. Um homem, designado por uma força superior para salvá-la descobre, afinal, a razão da existência dessa ameaça e porque fora escolhido para tal missão. No entanto, um preço muito alto terá que ser pago para conseguir esse objetivo. Mesmo sem querer, ele tem uma missão que terá que cumprir a qualquer custo, independente de sua vontade.
Descubra os desígnios da humanidade, porque estamos aqui e se merecemos estar aqui.
 Onde comprar:

A OUTRA CHANCE (Físico).
Livraria EasyBooks
Chiado Editora 

CONTATOS DO AUTOR:

Facebook
Instagram @afonsocelsosa
E-mail: afonsocelso@afonsocelso.com.br
Site: www.afonsocelso.com.br
Fone: (61) 98116-4328

24 comentários:

  1. Que legal!! Gosto de histórias onde alguma coisa ataca toda a humanidade... dá um medinho rsrs vai que acontece na vida real, né?!

    www.ellenmelloblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, tudo na vida real Ellen. Tudo é possível de acontecer!

      Excluir
  2. Excelente resenha. Oarabéns!
    Bjs
    www.mundoliterando.com.br

    ResponderExcluir
  3. Você e suas resenhas maaaaaara!
    Gostei Evandro.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, eu gostei muito da resenha. E até estive interessado em ler o livro. Recentemente, li um livro que tenta trabalhar com a temática que de uma doença que, literalmente, dizima a convivência e a vida das pessoas em uma ilha. O livro é uma trilogia só li o primeiro que é o Fim de todos nós. Não gostei muito desse primeiro livro e nem estive interessando de ler os demais. Mas este que você está resenhando parece trabalhar a temática melhor e aparenta um ótimo livro. Vou incluir este livro na minha lista de livro. Pretendo lê-lo em breve.

    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já li O fim de todos nós, que é o primeiro volume de uma trilogia, e nem sabemos se teremos os outros lançados no Brasil. Tem resenha dele aqui Leandro. A outra chance, tem começo, meio e fim, e o vírus atinge todo o planeta.

      Excluir
  5. Olaaa gostei do seu blog da uma passadinha lá no meu e deixem nos comentários o que achou link tá lá no Google +

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar, JT Santos. Vou visitar sim. obrigado pela visita.

      Excluir
  6. Otima resenha!
    http://diarioleitorblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito de suas postagens e gostaria de uma opinião sobre o meu , que ainda é um embrião ,ALIMENTO E HIGIENE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Paulino. Visitarei, com certeza, seu blog.

      Excluir
  8. Nossa, me deu uma agonia essa história!!
    Quero ler urgente!
    Beijos! ♥
    www.normalidadeincomum.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá mesmo, Karen, agonia, medo... Será que a humanidade caminha pro caos?!

      Excluir
  9. Ótimo resumo da história, com certeza me instigou a ler. ��

    ResponderExcluir
  10. Essa resenha me fez querer ler e lerei certamente. O blog é realmente um norte para os leitores. Evandro, eu o conheci atravez da parceria com a Kiron, e achei você muito inteligente, mas agora, eu vejo além do que via. O potencial para fazer o leitor querer ler uma obra é evidente. A partir de agora, lerei primeiro os livros que você recomendar, pelo fato de você mostrar ao futuro leitor se vale a pena, ou não, ler um livro. Parabéns pela iniciativa e parabéns ao autor pela ideia fantastica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, muito obrigado, Tiago. É uma honra ouvir isso de você. Procuro fazer um trabalho sempre com muito respeito com o autor e com o leitor. Amo meus livros e realmente me entrego por completo a cada um deles, procurando vivenciar cada estória.

      Excluir
  11. Que bacana Evandro
    Este esta na minha lista também. Gosto muito dos livros da Chiado.
    Parabens pelo post, vc sempre arrasa :)
    Bjs

    www.maeliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Chiado tem sido uma surpresa mesmo. Tenho tido ótimas experiências com seus livros.

      Excluir

Obrigado pela visita. Deixe sua mensagem, é muito bom saber sua opinião.